VOCÊ BEM-INFORMADO SEMPRE!

23.5 C
Campina Grande

VOCÊ BEM-INFORMADO SEMPRE!

“Nenhuma outra empresa teria condições de prestar o serviço”, afirma gerente da Cagepa sobre abastecimento de CG

Para o gerente regional da Cagepa na região da Borborema, Lucílio Vieira, nenhuma outra empresa teria condições de abastecer Campina Grande a não ser a companhia paraibana. De acordo com ele, empresas privadas veem a água como mercadoria e isso implicaria em prejuízos para a população.

Recentemente, a Secretaria de Planejamento, Gestão e Transparência da Prefeitura de Campina Grande, através do Comitê Gestor de Parcerias Público-Privadas, instaurou um Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para viabilizar a licitação para a concessão dos serviços de expansão, modernização, manutenção, gestão e operação do sistema de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto em Campina Grande.

Segundo Lucílio Vieira, a Cagepa consegue abastecer 100% das 150 mil ligações urbanas que existem no município. “Participamos na última segunda-feira, dia 20, de uma audiência pública através de um chamamento da prefeitura, que quer fazer a venda, vamos dizer assim, da concessão de água e esgoto e o próprio documento da prefeitura apresenta que dos conglomerados urbanos de Campina Grande, o abastecimento de água feito pela Cagepa é 100%. Todos os locais da zona urbana de Campina Grande hoje são atendidos por rede de abastecimento de água”, disse em entrevista, ao vivo, na Campina FM nesta sexta-feira (31).  

Sobre problemas de abastecimento, alvo constante de reclamação da população de determinadas comunidades, o gerente de a seguinte explicação. “Alguma intermitência ou outra, o que é normal em sistemas de abastecimento, se dá por questões de vazamento, pressão e pico de consumo, mas toda a área urbana é 100% atendida”, contou.  

Para Lucílio Vieira empresas privadas são incapazes de atender o município no que diz respeito a abastecimento. “Nos moldes que a Cagepa faz, olhando o saneamento público como algo de desenvolvimento social, olhando para a água como um bem para a população e não como mercadoria, nenhuma outra empresa teria condições de prestar o serviço a Campina Grande, que não fosse uma empresa pública, que não fosse a Cagepa. Porque qualquer outra empresa… se vender o saneamento básico de Campina Grande para iniciativa privada é a mesma coisa de você tornar a água uma mercadoria. Então uma empresa privada, ela vai vir operar em Campina Grande com esse olhar de vender água”, completou.  

FOTO DAYVISON VICTOR

Últimas Notícias

Transporte coletivo tem Tarifa Zero especial durante as noites do Maior São João do Mundo

Começou em Campina Grande mais uma edição do Maior São João do Mundo, que este ano será realizado entre os dias 29 de maio...

Homem é preso vendendo drogas dentro do Parque do Povo

Um homem foi preso tentando comercializar drogas dentro do Parque do Povo na madrugada desta quinta-feira (30), durante os festejos de abertura do Maior...
spot_img
spot_img
spot_img
Campina Grande
nuvens quebradas
23.5 ° C
23.5 °
23.5 °
72 %
6.2kmh
80 %
dom
22 °
seg
25 °
ter
27 °
qua
24 °
qui
24 °